Sobre o Conteúdo do Blog

Blog de histórias reais e de ficção.
Um lugar para expor opiniões que provoquem dor ou delícia!
Qualquer semelhança com histórias ou comportamentos reais poderá ter sido mera coincidência. Ou não!



quarta-feira, 23 de novembro de 2011

ORGULHO NEGRO – Precisa?





O Jornal Hoje está fazendo essa semana, uma série de reportagens com o título acima em homenagem ao dia da consciência negra que foi no último domingo.

Não tenho nenhum tipo de preconceito, nunca tive. Nenhum mesmo. Meus filhos poderão ser gays. Poderão se casar com quem bem entenderem: negros, amarelos ou vermelhos. Por isso me sinto muito a vontade para colocar alguns incômodos relacionados com o esse ORGULHO.

Não temos o dia da consciência branca e se houvesse, seria considerado preconceito.
Os negros têm cotas nas universidades: Nada mais preconceituoso que isso. -Ahh, (alguns vão dizer) eles tiveram menos oportunidade no passado, eram minoria, menos favorecidos! Minoria? Está provado que a minoria é dos brancos. Aliás, se vamos falar de minoria, falemos dos ruivos. Vamos criar cotas para eles também?
Cotas deveriam ser baseadas na renda da pessoa,  independente de cor, raça, credo ou opção sexual (Não achei outro modo de dizer isso apesar de não acreditar que ser homossexual seja exatamente uma opção)

Negro pode chamar o branco de “ branquelo aguado”, mas ai do branco se chamar o negro de “negão”!!
Por conta do politicamente correto, estamos fadados a não mais brincar com amigos e conhecidos com medo de um processo judicial.
Pior, se temos na empresa um funcionário negro ineficiente na função e o mandamos embora, corremos também o risco de um processo de racismo.
Um amigo meu, outro dia, ao questionar uma funcionária sobre um objeto que apareceu quebrado foi acusado, aos gritos de racista:
- Você ta me perguntando se eu sei quem quebrou, mas no fundo você acha que fui eu. E só porque sou pretinha!
Pode?

A matéria do Jornal Hoje na segunda-feira mostrou uma escola onde, segundo a socióloga Vilma Reis:  “desde muito cedo, as crianças aprendem que são capazes”. Quero entender: Porque é que as crianças negras precisam disso? Não tem ai um preconceito embutido? Pra mim as pessoas são capazes, independente da cor. E às vezes não são capazes mesmo, independente da cor.

Quando descobrimos que o maior comerciante de escravos do país era negro e que a grande maioria dos caçadores dos negros fugitivos também, chegamos à conclusão de que talvez a escravidão tenha sido um erro cultural e não racial.

Nossos negros resolveram se intitular de uns tempos pra cá de: Afro- Brasileiros. Uai, minha gente, não saiu aí um estudo do nosso código genético que mostrou que independente da cor da pele, somos todos africanos?

Fico preocupada com esse tipo de matéria, de revista, de programas de incentivo que mostram que existem diferenças.

Pra mim ORGULHO NEGRO é uma forma disfarçada de se promover o racismo.

Um comentário:

  1. nos negros somos maltratados todos os dias, tenho 15 anos sou de família classe média e já perdi a conta de quantas vezes fui olhada com um olhar de medo ou nojo por ser negra e acho que nos merecemos um dia só pra gente que fez esse pais e foi morar nos quilombos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...